Pages - Menu

28 de jun de 2009

O Brinco...

- Alô?
- Russo, deixa eu falar com a Moira.
- O quê?!
- Eu sei que ela está aí. Passa o telefone pra ela.
- Maurão, você enlouqueceu? O que que a Moira ia estar fa­zendo aqui a esta hora?
- Eu só quero falar com ela, Russo. Não vou brigar, não vou fazer cena...
- Mas o que é isso? Você sabe que horas são?
- Desculpe se interrompi qualquer coisa, mas eu preciso falar com a Moira.
- Maurão. Escuta. São três da manhã, eu estou dormindo, não tem ninguém aqui comigo e muito menos a... Ó Maurão! O que você pensa que eu sou? Você e a Moira são meus melhores ami­gos!
- A Moira não é só amiga, não é, Russo? Eu sei. Você e ela... - Mas que loucura! Maurão...
- Deixe eu falar com ela!
- Quer saber de uma coisa? Vai à... Se a Moira não está em casa eu não tenho nada a ver com isso. Aqui ela não está.
- Você não sabia, mas eu vi você comprando o brinco no cal­çadão.
- Que brinco?
- Eu vi! E no dia seguinte o brinco apareceu na orelha da Moira.
- E ela disse que eu dei pra ela?
- Ela não disse nada. Eu vi!
- Maurão...
- Você quer que eu faça uma cena? Então está bem. Estou indo praí agora mesmo. Vamos fazer a cena completa, Russo. Ma­rido traído, revólver na mão, tudo. Te prepara!
Maurão desliga. Russo fica por um momento pensativo. Ro­berto, deitado ao seu lado, não diz nada.
Finalmente, Russo fala.Não há rancor em sua voz, só decepção.
- Você e a Moira, é, Roberto?
- Por que eu e a Moira?
- O brinco que eu comprei pra você apareceu na orelha dela. - Deve ser um parecido.
- Por favor, Roberto. Tudo menos mentira.
- Está bem, eu dei o brinco, Russo. Mas não pra Moira. Pra Use.
- Pra Use?!
- É, pra Use, minha mulher. Juro.
- E a Use deu pra Moira.
- Será?
- Você sabe onde a Use está agora, Roberto?
- Deve estar em casa, por quê?
- Porque a Moira não está em casa.
- Você
acha que a Use e a Moira....
- É melhor você ir embora, Roberto. Estou esperando alguém. - Quem?
- O Maurão vem me matar.
- Eu fico.
- Você vai.
- Está bem.
Roberto levanta da cama, se veste e começa a sair.
- Roberto...
- Ahn?
- Você não gostou do brinco?

***

Luis Fernando Verissimo
Comedias da Vida Privada



Nenhum comentário: