Pages - Menu

17 de fev de 2010

Sonhos de açucar

Imagem extraída do site Sabino


Ele roubou os meus sonhos e os reconstruiu a sua maneira. Lavou-os com açúcar, para que confeitados ganhassem aspecto de nuvens do paraíso. A mentira dele, inundada de verdade, é parte do céu que vôo todos os dias para alcançar a minha própria galáxia. Eu sorri diante da ironia produzida, pois enxerguei os meus objetivos nos deles já alcançados.

8 de fev de 2010

Ao Silêncio


Ilana Copque


Os sorrisos disfarçam a barreira

Os abraços diminuem a distância

Os afagos amenizam as histórias

As histórias contam mais do que gostariam


O beijo cala até o silêncio

O sono apaga metade do dia

A suficiência está sempre ao meio

Os Limites acabam sendo vãos


O passado noivou com o presente

Os suplícios terminam no céu da boca

A dedicação apaixonou-se pelos olhos furta-cor

O vazio foi pronunciado em voz alta


O tempo deu tempo ao tempo

A covardia voou sobre o rio

No meio do asfalto foi feito um jardim

... um jardim com flores de plástico