Pages - Menu

17 de set de 2009

Dá-me a tua mão

© Imagem da Internet

Dá-me a tua mão: Vou agora te contar como entrei no inexpressivo que sempre foi a minha busca cega e secreta. De como entrei naquilo que existe entre o número um e o número dois, de como vi a linha de mistério e fogo, e que é linha sub-reptícia. Entre duas notas de música existe uma nota, entre dois fatos existe um fato, entre dois grãos de areia por mais juntos que estejam existe um intervalo de espaço, existe um sentir que é entre o sentir - nos interstícios da matéria primordial está a linha de mistério e fogo que é a respiração do mundo, e a respiração contínua do mundo é aquilo que ouvimos e chamamos de silêncio. (Clarice Lispector)

4 comentários:

Jaquelyne A. Costa disse...

Lispector, sempre uma luz acesa nas palavras
sempre uma vida pulsando...

Beijos, Ilana!
Aparece lá no Jaque Sou!

O que elas estao lendo!? disse...

Oi, tudo bem?

Sei que você é seguidor/a do blog e gostaríamos de te convidar a fechar este ano conosco com uma resenha sua para o nosso cronograma de fim de ano.
Sim, já estamos trabalhando com as resenhas para o último mês desse ano e os seguidores do blog sao os nossos convidados.

Você poderá fazer uma resenha de algum livro que você já tenha lido; Que tenha gostado ou nao.

Mas antes dá primeiro uma olhadinha no nosso arquivo para nao enviar uma resenha que já tenha sido postada.

http://oqueelasestaolendo.blogspot.com/2008/04/o-que-elas-esto-lendo.html

Obrigada Georgia e Flávia

Alice Brasil disse...

Amo Clarice, sabe aqueles amor incondicional? Ela sempre bela, sempre maravilhosa.


Beijos!!!

Meg Macedo.

Clebson Moura Leal disse...

lá! Como estás?


Preciso te dizer algo: seu blogue é lindo, lindo, lindo!
Gostei muito.


Se quiser, dê uma olhadinha no meu (e siga-o, se for de seu interesse):


semcorponenhum.blogspot.com


Um grande beijo.
Até mais!