Pages - Menu

4 de set de 2009

Fim de tarde

© Imagem da internet

Eu moro no mesmo prédio em Salvador há cinco anos. Nesse meio tempo, o som que por vezes embalou minhas tardes e atrapalhou o meu sono, foi o de um saxofone. Creio que acompanhei a rotina de desenvolvimento do artista, que ainda hoje toca o instrumento. Suponho que seja um rapaz, não tenho certeza, mas também não há uma razão específica para tal pensamento, é apenas o que gosto de imaginar, um jogo sem sentido. Talvez eu siga a mesma linha de raciocínio para os nome das músicas: a maioria não tenho nem noção de onde saiu e, para torná-las mais intimas, dou-lhes apelidos. Énessa hora que penso em quem as toca, nada que me faça perder o sono.


Nem sempre admirei o som desafinado que, sem pedir licença adentrava o apartamento. Quando eu estava fazendo algo, a “zuada” me deixava inquieta. Nessa época, o rapaz certamente havia acabado de adquirir o instrumento, e eu, impaciente, não via a hora dele terminar o ensaio ou pagar uma hora em um estúdio. Hoje, de passagem pela minha terra natal, sinto falta até do cheiro de mar, mesmo ainda evitando as praias. Sozinha em casa e rodeada pelo silêncio, gosto da intromissão produzida pelo saxofonista, agora ele merece o título. O som e o tom me fazem bem, embalam meus saudosos fins de tarde.

5 comentários:

Carolda disse...

É estranho quando voltamos pra casa e sentimos falta do que antes nos incomodava; e que agora evoluiu.
Gostei do título do blog, e das fotos de Ouro Preto... aquela cidade é linda!
Um beijo

Elaine disse...

Olá!
Este é um comentário-convite.
Meu blog está completando neste mês um ano " no ar". Para celebrar e juntar gente interessante estou promovendo uma blogagem coletiva.
Ficarei feliz se você puder participar. Será um modo de divulgar seu espaço e conhecer outros blogs interessantes e que têm algo a dizer.
Conto por você.
O link para a inscrição é este:
http://elainegaspareto.blogspot.com/2009/08/convite-convocacao-pedido-promocao-ou.html
Elaine

Fred Matos disse...

Certamente o espaço que a sua imaginação ocupa nestas lembranças torna-a muito mais interessante, dá um sabor especial, que talvez não houvesse se você soubesse quem é o saxofonista.
É muito bom o seu blog. Parabéns!
Beijos

Gema disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ilana disse...

Carolda- Com certeza é uma coisa estranha, mas têm coisas que não evoluem, mas sim nos irritam mais que nunca =/.. Bem vinda ao blog, fico feliz que tenha gostado de algumas coisas por aqui ;). Abrs

Elaine- Já estou participando. Super adorei a idéia hauhaua

Fred- Obrigada pelas palavras. Fico feliz que você tenha retornado. Mistérios sempre mexem com nossa imaginação ;). Abrs